A nuvem

Para o meu avô, que hoje faria 100 anos.

As nuvens sempre encantaram as pessoas. Talvez menos um pouco hoje em dia porque nós que moramos em cidades grandes não nos lembramos de olhar pra elas. Mas todo mundo, uma vez ou outra, já deve ter procurado formas de bichos ou de coisas nas nuvens. Quando eu era menino, me disseram que se apontasse o indicador para uma delas, com uma boa dose de concentração, elas mudariam a sua forma. Achei a idéia muito interessante e me pus a apontá-las. E realmente mudavam de forma. Fiquei feliz por ter descoberto que podia, com a minha vontade, alterar a natureza. Ainda que essa alteração não fosse lá grande coisa, pois as nuvens estavam muito longe e não interferiam muito na minha vida. No entanto, a minha disposição para acreditar em tudo o que me diziam só era menor do que o meu “ímpeto científico” precoce. Quis ter certeza de meu mais novo poder e acabei descobrindo, depois de alguma observação, que as nuvens se transformavam o tempo todo, apontasse eu o dedo ou não. Essa constatação me causou certo desapontamento e se juntou a outras que acabaram por me mostrar que o mundo talvez não fosse tão interessante como parecia.nuvem

Descobri, por exemplo, que óculos escuros não eram óculos PARA enxergar no escuro e que uma faca que NÃO corta não tem muita utilidade. De qualquer forma, estes foram dois dos presentes mais legais que já ganhei. Pedi ao meu avô uns óculos para enxergar no escuro e uma faca que não cortasse, já que sempre me diziam que não podia brincar com facas porque elas eram perigosas. Apesar de os presentes se revelarem bem menos interessantes do que imaginei, meu avô me ensinou com eles que a beleza se encontra onde nós a procuramos, não vem até nós. Nós é que devemos buscá-la e fazê-la aparecer. Não fosse assim ele teria me dito quando fiz os pedidos “essas coisas não existem e vá fazer seu para-casa, menino”.

Entre as muitas e belas histórias que ouvi do meu avô, estão aquelas do tempo em que ele foi guarda florestal no Parque do Caparaó. Por causa delas esse lugar sempre significou uma espécie de paraíso particular pra mim. Em 2001 deixei de ir ao Caparaó porque ele morreu. Fui lá no ano seguinte. Quando estava no alto do Pico da Bandeira, a 2890 metros de altitude, uma nuvem veio me lembrar que a beleza está onde a procuramos e fazemos aparecer.

Esse post foi publicado em Datas. Bookmark o link permanente.

8 respostas para A nuvem

  1. marisa disse:

    que texto lindo Guto!
    Nosso avô era de fato formidável!
    Me lembro que eu nada sabia da infância e juventude de meu pai, que sempre foi muito reservado. Como não conheci meus avós paternos, ficava imaginando coisa, tipo como ele e mamãe se conheceram, por exemplo. E foi o vovô quem me contou muitas histórias sobre “Manelzim do Correio” e me deu mais motivos para ter orgulho de ser filha dele. Como você pode ver, ele foi um sogro legal também!

  2. Virgílio disse:

    Deve ter sido um grande avô, pra dar um grande neto assim.
    Um texto e uma foto dessas alegram a qualquer um, mesmo na tediosa eternidade!

  3. Mônica disse:

    Que lindo, Guto! Saudade do vô Teixeira. Ele foi mesmo um grande avô, Virgílio. Seu Teixeira era uma figura incrível. Eu o conheci já doente, na cama. Ficavam ele e dona Angelina, também incrível, avó do Guto, sempre juntos. Um casal lindo, duas pessoas de personalidade forte.

  4. Cesar disse:

    Gosto muito do seu jeito de escrever, e gosto mais ainda das suas lembranças.
    Papai era mesmo especial (FORMIDÁVEL). Palavra muito usada por ele.
    Caparaó lembra Sô Texera em tudo, porque niguem descreveu a beleza daquele lugar tão intensamente como Ele.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s